“Resgate e Comemorações”: Geração 65 e Edições Pirata homenageadas

Myriam Brindeiro escreveu um artigo para a Revista de Literatura Novo Horizonte, editada por Lourdes Nicácio e Silva, e recém-publicado nos números 15 e 16.

No referido artigo, “Resgates e Comemorações”, Myriam dá conta de todas as atividades das quais participou onde se inseriram homenagens, encontros e seminários sobre os 50 anos da Geração 65 e os 36 anos das Edições Pirata.

Leia o artigo completo. Clique aqui!

Revista de Literatura Novo Horizonte, 2016.

Revista de Literatura Novo Horizonte, 2016.

“Menino-Serpente”, Myriam Brindeiro

LENDAS DO NORDESTE

açude

Menino-Serpente“, por Myriam Brindeiro

Há muitos e muitos anos, no município de Escada, no Engenho Conceição(*), uma jovem teve um bebê de pai desconhecido. A criança foi, por ela, jogada no açude, tendo virado uma serpente.

Ouvia-se o choro do menino-serpente nas noites de lua cheia.

Muitos moradores sabiam do acontecido e se emocionavam. Tinham medo. Rezavam e se benziam.

(mais…)

“Cobra de olhos de pires”, Myriam Brindeiro

LENDAS DO NORDESTE

Myriam Brindeiro

Cobra de olhos de pires, Myriam Brindeiro

Na Usina Estreliana(*), na Zona da Mata Sul de Pernambuco, em temo remoto, havia a lenda sobre uma serpente. Era chamada de a Cobra de Olhos de Pires.

Com os olhos atraía os passantes, atacava-os e levava-os para dentro da prainha, um poço que era só dela, no rio. Assim, comia suas vítimas devorando-as totalmente.

Era proibido se comentar sobre esse assunto. Quem ousasse morreria também. A pessoa era jogada num açude ali existente e desaparecia.

A cobra que brilhava ao sol, por ser muito lisa, era alimentada com carneiros, cabras, tachos de leite pelo antigo empregado da usina que conhecia o segredo.

(mais…)