O Sol, de Cristina Aragão por Myriam Brindeiro

oetas das Edições Pirata (década de 1970/1980) Continuo nessa missão de resgatar as poesias musicadas
por mim, do grupo das Edições Pirata, iniciada no CD 3.

 

sol

 

O SOL

O Sol quando vai nascendo
Parece que sai do mar
O mundo vai colorindo
Fazendo a água brilhar

Cada raio é um pincel
Pela areia a lambuzar
Sua tinta cor de mel
E dourado pelo ar

Essa bola incandescente
Pendurada no infinito
Dá vida à vida da gente
Deixa tudo mais bonito

FICHA TÉCNICA

Cristina Aragão – letra
Myriam Brindeiro – composições musicais e voz
José Gomes – partituras para piano
Antônio Guedes – violões, nylon, aço teclados, percussão, guitarra com efeitos, contrabaixo, bandolim
Danilo Loureiro – técnica, mixagem e concepção de arranjos
Produção musical – Antônio Guedes
Producão executiva – Myriam Brindeiro

Gravação: Estúdios MVV (Ministério Valorizando Vidas)
Nino Loureiro (Tel: 81 98526.2572)

Poetas das Edições Pirata
(década de 1970/1980)
Continuo nessa missão de resgatar as poesias musicadas por mim, do grupo das Edições Pirata, iniciada no CD 3. Resolvi divulgar as letras, embora dê muito trabalho conseguir tudo. Inclui também mais três letras, duas de Fernando Pessoa e uma de Cristina Aragão, num total de treze músicas. Myriam Brindeiro

 

 

 

Voo Sideral – Feliz 2021

 

Envio aos amigos minha mensagem de FELIZ 2021,  através desta valsinha em vídeo.

Para o mundo inteiro, meus votos de muita SAÚDE e muita PAZ!

Voo Sideral
Eu quero ir vivendo à toa
Sem fazer esforço, sem me preocupar
Eu quero flutuar na vida
Como um astronauta, sem nada pesar
Eu quero ficar sempre leve
Coração aberto, alma de algodão
Eu quero rebolar no espaço
Sem preocupação
Eu quero ser como um foguete
Que sobe direto, vai logo ao seu fim
Eu quero chegar lá na Lua
Comer um pedaço do seu alfenim
Montar na cauda de um cometa
Correr nos espaços, livre, sem ninguém
Olhar de longe a terra, tirar fino
Nesse vai e vem.
Buscar todos os amigos para dar um giro
E juntos, ver e acreditar
Que a vida de longe é bela
Que vale a pena parar e pensar
Sonhar e ver que é possível
Sempre que se queira, um cometa tomar
Montar na sua grande cauda
E flutuar, voar, voar, voar.
No CD Myriam Brindeiro canta Myriam Brindeiro
Slide18

 

LUTO. Homenagem de Myriam Brindeiro ao poeta Jaci Bezerra

Jaci Bezerra

Jaci Bezerra

LUTO. Comovida, informo que morreu nesta data 10 de dezembro de 2020, o poeta Jaci Bezerra. Grande amigo, grande poeta.

01. Um dia Capitão, contarei essa história – Jaci Bezerra

02. A lavra da vida – Jaci Bezerra

 

UM DIA, CAPITÃO, CONTAREI ESSA HISTÓRIA

Um dia, Capitão, contarei essa história
a quem, distante ou perto, afagar minha mão.
E sempre nova será, nos cofres da memória,
porque uma certeza terei, e terás tu, então:
todos os portos podem ser saqueados,
só não pode ser saqueado o porto do coração.

Em que livro e em que língua será ela escrita?
Hoje, os que são mais céticos, de nós indagarão.
E o que responderei, se, além das coisas ditas,
uma certeza terás, e terei eu, então:
todos os portos podem ser saqueados,
só não pode ser saqueado o porto do coração.

Onde andarei? Onde andarás? Assim, nessa incerteza,
os que bem não nos conhecem nos interrogarão.
E o vento, só o vento, pelas praias acesas
soprará, como nós, as letras de um refrão:
todos os portos podem ser saqueados,
só não pode ser saqueado o porto do coração.

Um dia não serei mais o sonho que hoje sonho,
serei só um poema e uma impossível canção,
mas tudo quanto for de poesia ou sonho
continuará repetindo, meu velho Capitão:
todos os portos podem ser saqueados,
só não pode ser saqueado o porto do coração.

(In Poemas de Jaci Bezerra, p. 37-38 – O poema foi entregue originalmente a Alberto Vasconcelos e musicado por Myriam Brindeiro logo após)

Li Sons de Poesias 3No CD, Li Sons de Poesia 3, Myriam Brindeiro faz uma homenagem  (16 músicas) a alguns amigos poetas (11 ao todo, sendo 5 falecidos): Jaci Bezerra, Alberto da Cunha Melo, Eugênia Menezes, Sérgio Bernardo, Celina de Holanda, Maximiano Campos, Geraldo Costa Cavalcanti, Paulo Gustavo, Maria da Paz Ribeiro Dantas, Vernaide Wanderley, Arnaldo Tobias

 Page 1 of 16  1  2  3  4  5 » ...  Last »